Os erros mais frequentes nos exames da carta de condução

exame de código, exame de condução, erros, exames, carro, código da estrada, teste, carta de condução, cartrack, segurança, sempre em controlo

Na hora de tirar a carta de condução são muitos os fatores que condicionam a nossa prestação. Apesar do número mínimo de horas de aulas obrigatórias de código (28) e de condução (32), existem erros que são muito frequentes nos exames e que acontecem muitas vezes não por falta de prática, mas por vários outros motivos. Conheça quais são as falhas mais frequentes nestes exames e quais as dicas que lhe sugerimos para um melhor desempenho.

 

Exame de código

O exame de código consiste em responder a 30 perguntas sobre o Código da Estrada, desde a composição do veículo às regras de trânsito, passando pelas inspeções e contraordenações.

A duração do exame é de 30 minutos e para passar neste exame é importante não responder incorretamente a mais do que três questões.

Se antes era mais frequente falhar perguntas relacionadas com as regras sobre o consumo de álcool ou com a responsabilidade civil, atualmente os erros acontecem sobretudo:

  • no reconhecimento e interpretação da sinalização de trânsito.
  • na resolução teórica e aplicação de regras de trânsito.

Dicas:

  1. Fazer vários testes: é essencial que faça o maior número de testes que conseguir; não há desculpas, já que na internet há muito por onde escolher.
  2. Controlar os nervos: torna-se complicado gerir ansiedade no dia do exame, mas tente relaxar e respire fundo; pense que pior será mesmo os nervos atrapalharem a sua prestação e acabar por chumbar.
  3. Ler bem as questões: por vezes, existem questões que têm “ratoeiras” para confundir o examinando, obrigando-o a estar extremamente concentrado e a conhecer muito bem o código.

 

Exame de condução

O exame de condução é a fase final para adquirir o título que o habilita a conduzir. Para isso e segundo a lei, é obrigatório ter 32 horas de aulas práticas. A prova é constituída por uma avaliação em circulação urbana e não urbana, bem como uma avaliação em parque de manobras.

No dia do exame, deve manter-se calmo e escutar bem todas as indicações do seu examinador, não hesite em perguntar se pode repetir algo que não tenha entendido.

Existem vários fatores que interferem com o desempenho durante a prova, como por exemplo a falta de confiança, falta de domínio do veículo, falhas a nível de coordenação motora e falhas no processo de tomada de decisão.

Preste atenção ao que não deve fazer durante o seu exame e conheça o top 3 de erros mais comuns, em Portugal.

 

Top 3 de erros mais comuns em exames de condução em Portugal:

segurança, sempre em controlo, cartrack, exame de código, exame de condução, erros, exames, carro, código da estrada, teste, carta de condução
1º lugarnão ceder passagem a peões e veículos

Causa: má observação e avaliação do condutor.

Como evitar: moderar a velocidade na aproximação a locais de conflito, como passagens de peões, cruzamentos (principalmente os de visibilidade reduzida) e rotundas.

 

segurança, sempre em controlo, cartrack, exame de código, exame de condução, erros, exames, carro, código da estrada, teste, carta de condução
2º lugarmudança de via de trânsito

Causa: má observação e avaliação do condutor.

Como evitar: O condutor deve adaptar a velocidade e observar corretamente através dos espelhos retrovisores e, ainda, espreitar por cima do ombro para anular o ângulo morto.

 

segurança, sempre em controlo, cartrack, exame de código, exame de condução, erros, exames, carro, código da estrada, teste, carta de condução
3º lugarmudança de direção à esquerda

Causa: regra geral este erro é causado por uma má avaliação do condutor relativamente às características da via e erradamente coloca o seu veículo em contramão (quanto esta tem dois sentidos).

Como evitar: se a via é de sentido único, o condutor tem de se encostar junto ao limite esquerdo da faixa de rodagem (passeio).

 

  • Outros erros frequentes: entrar em sentido proibido, não parar no stop, não parar num sinal luminoso vermelho, iniciar a marcha sem o cinto de segurança posto, etc.

 

Como pode chumbar num exame de condução?

  1. Condução de forma a colocar em causa a segurança dos ocupantes do veículo ou dos outros utentes da via.
  2. Prática de qualquer contraordenação grave ou muito grave durante a prova.
  3. Embater de forma descontrolada num obstáculo (subir o passeio também conta).
  4. Acumulação de 10 faltas durante a prova.
  5. Acumulação de 3 faltas na realização de uma manobra ou procedimento.
  6. Deixar o motor parar mais de 3 vezes.
  7. Necessidade de o examinador intervir no comando o veículo (volante ou pedais).

 

O que são consideradas faltas?

É uma imperfeição na realização de uma manobra ou procedimento da qual não resulta perigo para os ocupantes do veículo nem para os outros utentes da via.

Exemplos:

  • Não olhar os espelhos;
  • Não sinalizar uma manobra;
  • Manuseamento incorreto do volante;
  • Uso incorreto da caixa de velocidades.

 Aviso: No entanto, se acumular 3 faltas na mesma “tarefa” – REPROVA. 

 
Produzido pela Webtexto para a Cartrack