Como conduzir à chuva com segurança

como conduzir chuva segurança cartrack

Com o fim da época de férias e o início do ano letivo, há uma coisa que é certa: aumenta a circulação de veículos nas estradas. Há mais trajetos para fazer, é preciso ir pôr e ir buscar os filhos à escola e às atividades, logo, o número de tarefas aumenta e o contra relógio surge ainda antes da saída de casa. Tudo piora quando verificamos que, já atrasados, os congestionamentos engordam a cada dia que passa, piorando ainda mais a já difícil tarefa de chegar a horas aos compromissos assumidos.

Os olhares para o relógio tornam-se mais frequentes e o desespero instala-se levando a que as decisões tomadas na condução sejam cada vez menos ponderadas e cada vez mais irrefletidas e inconsequentes. É um erro pensar que, assim, se ganha tempo na viagem! Só há uma alternativa: sair mais cedo!

Se a este cenário já de si desolador juntarmos a típica manhã de chuva, o quadro torna-se quase dantesco e aterrador, sendo fundamental a aceitação do atraso como algo inevitável, pois a única solução seria, de facto, ter acordado mais cedo…

 

PREPARE OS PNEUS DO CARRO PARA A CHUVA

Não basta mudar de atitude, é preciso também preparar desde já o seu veículo para a estação que se aproxima.

Com a chegada do inverno volta a existência da água no pavimento e, com esta, estão de volta os clássicos acidentes. Isso acontece devido a vários meses de condução em piso seco que nos altera a perceção do risco inerente à menor aderência dos pneumáticos ao pavimento.
É, pois, pertinente relembrar os condutores desses mesmos riscos e das estratégias a adotar para minimizar a probabilidade da ocorrência de semelhante “azar”.

Verifique o estado dos pneumáticos no que respeita à profundidade dos sulcos tendo em conta que é deles a função de drenar a água e evitar as derrapagens por efeito de hidroplanagem. É bom lembrar que quanto maior for a velocidade, maior será o efeito de “cunha” efetuado pela água na frente do pneumático, o que reduz progressivamente a aderência ao solo até a mesma ser inexistente. Além disso, aumenta a resistência ao rolamento aumentando também o consumo de combustível.

Se os seus pneumáticos estão em bom estado, resta saber se a pressão é a correta. Só neste caso é que há um correto rolar da totalidade do piso, proporcionando mais segurança, bem como um desgaste homogéneo dos mesmos.

Deve verificar semanalmente e a frio a pressão dos pneus. Atenção que isso não implica colocar ar no pneumático, mas apenas confirmar que esta se encontra correta. Assim, poderá detetar precocemente irregularidades no componente mais importante do seu veículo.
Há quem diga que o automóvel é um acessório dos pneumáticos, o que poderá ser revelador da sua importância.

 

 

OUTROS CUIDADOS A TER COM A CHUVA NA ESTRADA

Não se esqueça de verificar se as escovas retiram efetivamente a água do para-brisas ou se apenas se limitam a espalhá-la dificultando a recolha de informação.

Aumente a sua distância de segurança, pois a sua distância de travagem aumenta até duas vezes por força da redução de aderência ao pavimento em piso molhado.

Em caso de existência de muita água no pavimento coloque as rodas do seu veículo no rasto deixado pelo veículo à sua frente. Assim, parte da água já terá sido afastada, reduzindo substancialmente a quantidade de água a ser escoada pelos seus pneumáticos e aumentando a sua segurança.

Lembre-se que é o comandante do seu veículo e que dentro dele estão as pessoas a quem mais quer bem, sendo você o responsável pela sua segurança.
Bom inverno!


Nuno Gomes

Formador e consultor na gestão da eficiência e segurança de condutores em frotas automóveis, é gerente da QI Formação e também formador especializado em condução de veículos pesados.